Logo_Ultracon.jpg
+55 11 3090-0742
Av. Giovanni Gronchi, 6195
UltraCon

7 características mais esperadas de um gestor de TI

24/08/2020 09:36:54 Comment(s) By Antônio Morales Filho



De um bom gestor, seja ele de que área for, se espera empatia, liderança, boa comunicação e comprometimento. Mas e quando esse gestor é especificamente da área de Tecnologia da Informação? O que esperar de um gestor de TI?


Também deste profissional se espera tais competências ao gerir pessoas e processos. Contudo, quando se pensa em um bom gestor de TI, algumas outras características são essenciais para o seu melhor exercício profissional.

Leia esse conteúdo preparado especialmente para você, da área de Tecnologia da Informação, e descubra quais são as 7 características mais esperadas de um gestor de TI, fundamentais para o exercício de suas funções profissionais. Saiba, agora, o que se deve encontrar nele e o porquê.


A diferença entre um gestor e um gerente

Antes de tudo, é importante entender a diferença entre um gestor e um gerente. São funções com diferenças marcantes, embora muita gente pense que se trata de sinônimos. Um gerente exerce uma função mais administrativa, desenvolvendo estratégias de negócio e promovendo um gerenciamento sistêmico de sua área de atuação.

O gestor vai além. Ele atua mais junto à sua equipe, estimulando-a e tirando de cada profissional o que há de melhor. Utilizando o futebol como exemplo, o gerente é o diretor administrativo do clube e o gestor o técnico do time.

O trabalho de ambos os cargos é complementar. Enquanto o gerente define metas e faz planejamentos, o gestor os executa, ao lado de sua equipe, motivando-a, unindo-a, auxiliando-a e, principalmente, coordenando-a rumo aos resultados esperados pela companhia.

Um bom gestor precisa ser automotivado, proativo, saber ouvir, ser assertivo, saber liderar e gerenciar conflitos para exercer da melhor forma possível as suas funções.

As 7 características principais do gestor de TI

Decerto que um gestor de TI também precisa exercer essas competências, afinal ele tem que gerir a sua equipe e os processos de seu setor. Mas a área da Tecnologia da Informação tem suas particularidades, o que exige desse profissional algumas características fundamentais. Portanto, saiba, agora, quais são as 7 características principais do gestor de TI:

  1. Ter visão estratégica

Antes de tudo, esta é uma característica fundamental no mundo atual. É isso que todas as companhias esperam de seus gestores, e certamente o gestor de TI precisa ter uma visão estratégica, se antecipando às novas tendências, buscando soluções assertivas e, mais do que isso, promovendo a inovação. Um profissional com visão estratégica pode ir muito além, alcançando resultados ainda melhores.

O profissional precisa trabalhar com indicadores, cenários, consolidação de dados, análises e estar atento às oportunidades que a própria Tecnologia da Informação oferece. Portanto, nada de olhar apenas para dentro do setor, preocupado tão somente com suas questões básicas e internas. Afinal, a área de TI se conecta com todos os demais setores da companhia, não é verdade?

  1. Ser um bom negociador

Esse profissional deve ser um bom negociador. Ao mesmo tempo em que deve saber negociar com sua equipe, precisa estar à frente das negociações que envolvem a compra de hardwares, softwares, periféricos, upgrades e renovações de licenças, entre outros, representando a empresa.

A área de TI precisar estar sempre muito bem atualizada, e um bom negociador conseguirá convencer a empresa a fazer os investimentos necessários, bem como batalhará pelos melhores preços e condições de compra, gerando menos gastos e economia. Negociar certamente é mais uma virtude que se espera deste gestor.

  1. Ser resiliente

    Sabemos muito bem que essa área é pródiga em fracassos, tentativas e erros, insucessos, inconsistências e problemas cotidianos. Quem trabalha em TI e não se afeta com isso?
    Muitos se sentiriam desmotivados e desesperançosos, mas não o gestor de TI. A resiliência é uma característica fundamental no dia a dia da Tecnologia da Informação. Não basta ser otimista, é preciso ser resiliente afim de lidar da melhor forma possível com os problemas inerentes à atividade.

  2. Se atualizar constantemente


Todo mundo sabe que a tecnologia muda da noite para o dia. Tal velocidade chega a ser muitas vezes angustiante, porque exige muito dos profissionais. Novas soluções são oferecidas em um ritmo frenético, ao mesmo tempo em que a busca pela inovação é um default da área tecnológica.

Portanto, o profissional precisa estar em constante aprendizado e se atualizar de forma sistemática e regular. É preciso separar um tempo para estudos e pesquisas, além da leitura de livros, revistas, blogs e websites especializados.

Além disso, é importante disseminar o conhecimento adquirido. Um bom gestor de TI – como todo líder de sucesso – repassa seus conhecimentos para a sua equipe. Dessa forma, além de apoiar os demais profissionais, estabelece trocas de saber que serão vantajosas para todos, inclusive para a empresa. Uma equipe atualizada e comprometida rende muito mais.

  1. Seguir as normas e padrões

As empresas precisam seguir uma série de normas e padrões, afim de buscar certificações ou mesmo para se qualificar para determinados negócios. A própria área da Tecnologia da Informação é um celeiro de normas e padrões de segurança.

A ISO 27001 e a ISO 27002, por exemplo, são relacionadas à segurança de dados digitais ou sistemas de armazenamento eletrônico, fundamentais para a segurança para todo tipo de dados e informações, envolvendo questões como confidencialidade, integridade, disponibilidade e autenticidade. Certamente são normas que interessam a qualquer bom gestor de TI, não é mesmo?

É claro que o profissional não precisa ser um especialista em normas e padrões, afinal não é propriamente a sua área de atuação e isso não está no escopo de seus afazeres diários. Há quem cuide disso, mas o gestor precisa se inteirar sobre o assunto até para atuar em conformidade com tais especificações. 

Além disso, muitas empresas do segmento de telecomunicações, financeiro e imobiliário, entre outros, exigem normas e padrões que devem ser seguidos por seus contratados.

  1. Ser ético e saber de suas responsabilidades


Estamos atuando na área de segurança da informação. Dados restritivos e sensíveis merecem todo o cuidado possível, portanto é fundamental que o gestor seja ético e saiba exatamente o tamanho de sua responsabilidade, que é, diga-se de passagem, enorme. 

Falhas em TI podem provocar problemas seríssimos, além de prejuízos irreversíveis e até mesmo o fechamento de uma empresa pode acontecer diante de um erro em sua Tecnologia da Informação. O profissional precisa ter isso em mente, zelando pela segurança dos dados e o bom funcionamento dos sistemas, ao mesmo tempo em que deve cobrar o mesmo de sua equipe. Trabalhar com ética e responsabilidade é fundamental.

  1. Gerenciar pessoas e tecnologias


Lidar com pessoas requer competências específicas. É preciso saber ouvir o outro e mantê-lo motivado no exercício de suas funções. Além disso, o gestor de pessoas precisa tirar de seu comandado o melhor que ele pode dar, se superando sempre. Mas também é preciso olhar para a tecnologia da mesma forma. O gestor de TI deve conhecer muito bem a tecnologia disponível para tirar o melhor proveito dela. Deve compreender o melhor funcionamento dos sistemas, incluindo métricas de performance. Em resumo, precisa saber lidar com gente e com máquinas.

Você se considera um bom gestor de TI?
Essas são as 7 características mais esperadas de um bom gestor de TI. Certamente que há uma lista enorme de predicados, que incluem paciência, bom humor e senso de urgência, entre tantos outros, mas aqueles que conseguem exercer essas 7 características certamente se destacarão e farão um excelente trabalho. Você se considera um bom gestor de TI? 

Share -